Sophie Turner irá estrelar e produzir o filme ‘Girl Who Fell From The Sky’, baseado em fatos reais contados no livro de Juliane Koepcke. Leia abaixo mais sobre o projeto.

Lotus Entertainment e Stan & Deliver Films arranjaram a atriz Sophie Turner de Game of Thrones para Girl Who Fell From The Sky. Turner irá estrelar no filme e produzi-lo, e a intenção é que o filme seja seu próximo projeto principal. Stan Brooks irá dirigir o filme, e já adaptou o roteiro a partir do livro de Juliane Koepcke e Beate Rygiert. O pacote do filme será vendido na American Film Market (AFM).

Turner irá interpretar Juliane Koepcke, uma estudante do último ano do ensino médio e única sobrevivente do acidente de 24 de dezembro de 1971 do LANSA Flight 508 na floresta tropical peruana. A jovem de 17 anos estava no vôo de uma véspera de Natal com sua mãe, para se juntar a seu pai para o Natal, quando o Lockheed L-188A Electra em rota de Lima para Pucallpa voou diretamente para uma tempestade e foi atingido por um raio. O avião foi incinerado; Koepcke foi ejetada, com o cinto preso no assento. Ela caiu 10.000 pés – quase duas milhas pelo ar, antes que o dossel da floresta amazônica amortecesse sua queda e milagrosamente salvasse sua vida. A partir daí, a adolescente lutou para sobreviver a uma prova de 11 dias, navegando pelas selvas traiçoeiras para ser resgatada.

Tal como a Gravity fez com Sandra Bullock, a maior parte deste filme se concentra unicamente em Turner, que cresceu enquanto atuava em Game of Thrones e que retoma o papel de Jean Grey no próximo X-Men: Dark Phoenix dirigido por Simon Kinberg.

Stan Brooks produzirá com Sophie Turner e os co-presidentes da Lotus Entertainment, Jim Seibel e Bill Johnson – os dois últimos executivos produziram o conto de sobrevivência The Gray e Steve Glick. Laray Mayfield também produzirá e servirá como diretora de seleção. Gia Ghadimian Deliver, da Stan & Deliver, é co-produtora.

Turner é representada pela CAA, Independent Talent Group e Bloom, Hergott. O acordo foi negociado por Steve Glick da Glick Management e Hilary Goldstein de Buchli Goldstein.

Fonte: Deadline