notícia publicada por Laura
Sophie Turner para a W Magazine
15.07.2017

Ainda em sua maratona de ensaios e entrevistas pré-lançamento da sétima temporada de Game of Thrones, Sophie Turner falou com a W Magazine em uma entrevista exclusiva, e ainda foi fotografada por ninguém menos que Cole Sprouse, e o resultado do ensaio mágico pode ser conferido abaixo:

004~129.jpg 005~122.jpg 003~140.jpg 001~161.jpg

Leia a matéria traduzida:

Para Sophie Turner, a parte mais assustadora de interpretar Sansa Stark em Guerra dos Tronos foi pintar seu cabelo.

Há muitas palavras que vêm a mente quando falamos sobre a personagem de Guerra dos Tronos, Sansa Stark: séria, adequada, distante.

Mas a atriz Sophie Turner, que interpreta a filha mais velha dos Stark na série da HBO, não é a personagem. Trinta segundos conversando com a britânica de 21 anos, e isso se torna muito claro.

“Eu já tive pessoas chegando em mim e achando que eu era a Sansa e me tratando como se eu fosse. Já tive pessoas me saudando como ‘Lady Stark,'” diz Turner. “Deve ser um pouco desapontador para eles porque eles chegam para mim e esperam uma pessoa estoica e fria. E então eles me veem em shorts desgastados e tênis de treinos sujos, e eles ficam, ‘Oh, ela, definitivamente, não tem aias.'”

É fácil perdoar essa confusão. Turner interpreta Sansa Stark, a filha mais velha de Ned e Catelyn Stark na série de televisão de sucesso, Guerra dos Tronos – que volta esse domingo, 16 de julho na HBO para sua sétima temporada – por oito anos. Mas, quando tira o cabelo ruivo, que é a assinatura de sua personagem, e o traje medieval, e lhe é lançada uma luz do campo britânico, onde ela foi fotografada pelo seu companheiro de Hollywood – o ator de Riverdale, Cole Sprouse – fica claro que, além da personagem Sansa, Turner é uma mulher por si própria.

Para alguém, é difícil de imaginar Sansa como uma grande fã de Zack e Cody: Gêmeos em Ação, a série da Disney que lançou Sprouse e seu irmão gêmeo para o estrelato. “Eu amo o Cole,” Turner diz sobre o ensaio fotográfico, que aconteceu em Maio perto do rio Thames em Londres. “Eu assistia ele enquanto crescia. Eu disse para ele no set de filmagens, ‘Quando eu era mais nova, eu assistia a tua série como um ritual religioso.’ Era o que eu gostava. Eu conheço cada um dos episódios. Meu eu de oito anos estava surtando.”

Foi apenas alguns anos depois disso que Turner estreou no papel de Sansa – seu primeiro trabalho profissional – com 13 anos de idade, depois de atuar apenas como um passatempo. “Minha mãe me colocou em um grupo de atuação de uma hora nos sábados, porque ela queria algum tempo sozinha,” Turner riu. “Ela me mandou junto com todos meus amigos e todos nós fizemos essa aula de atuação e acabamos adorando, nos apaixonamos completamente. Acabou sendo meio que nossa igreja. Nós eramos tão dedicados. Era como o paraíso para mim.”

Então, quando um chamado de elenco para uma série de fantasia desconhecida chegou na escola de Tuner, a adolescente decidiu dar uma chance. “Eu não sabia o que Guerra dos Tronos era. Eu nem conhecia a HBO.”

Turner, claro, conseguiu o papel. A pegadinha? A loira natural teria que virar ruiva. “Eu estava um pouco cética sobre isso,” Turner admitiu. “Ser uma garota de 13 anos e ter que virar ruiva, claro que você é provocada sobre isso, mas eu falei com os produtores antes de conseguir o papel e eles explicaram para mim que era uma parte tão integral e dos seus ancestrais, além de ser uma mensagem subliminar para a audiência sobre sua mãe e Robb e como Arya é mais próxima de Jon e de seu pai. Uma vez que eles me explicaram, eu percebi que era meio que incrível que para o meu primeiro papel, eu teria que me transformar. Foi muito legal.”

Ela pausa. “Essa foi a minha versão de rebelião, eu acho. Meus pais estavam bem felizes que eu não pintei meu cabelo de preto e fiz tatuagens em meus braços. Minha rebelião eram saias que tocavam o chão e cabelo vermelho.”

Enquanto o cabelo ruivo permaneceu constante, a personagem Sansa se transformou durante o curso da série, particularmente na última temporada – seguindo uma das cenas mais controversas da série, a qual mostrou Sansa sendo violentamente estuprada por Ramsay Bolton na sua noite de núpcias – o personagem se transformou em uma líder forte e independente. “Tem sido uma benção,” Turner diz da trajetória de mudança de Sansa. “Normalmente você interpreta um personagem por um mês ou algo assim, e então você encerra, mas ser capaz de interpretar um personagem por oito anos tem sido realmente incrível. Ela é um projeto que eu sinto que é parte de mim agora. Tudo que acontece com ela me afeta. Eu meio que estive vivendo através de duas pessoas nos últimos oito anos.”

Na verdade, a série da HBO é jurada segredo, Turner não pode dar muitos detalhes do que a série tem guardado para essa temporada, ao invés disso, ela oferece provocações perfeitas que parecem do que sonhos são feitos, “Agora que ela se tornou uma líder, ela tem Winterfell, ela tem sua casa, ela tem seu irmão [Jon Snow, interpretado por Kit Harington.] Ela chegou no ponto onde tem aquele poder que muito se esperou. E a habilidade de, esperançosamente, trazer as pessoas que ela ama de volta para ela ou criar um paraíso seguro se eles voltarem para ela. É mais sobre ela descobrindo como lidar com esse poder e como se cercar de pessoas que são o melhor para ela. Essa temporada é sobre confiança e lealdade.”

A nova temporada também marca a penúltima temporada da série, e, o final de um papel que acompanhou Turner da adolescência até o início da vida adulta.”Eu estive tentando me conformar com isso,” ela diz. “Não é como se eu tivesse colocando tudo para baixo do tapete; eu estou completamente ciente que está chegando ao fim, mas eu não acho que estarei pronta até gravar minha última cena, e então acho que estaria uma bagunça emocional pelo próximo ano da minha vida. Eu realmente não estou esperando por isso. É assustador.”

O que não é dizer que ela não está se mantendo ocupada além de Guerra dos Tronos. “Esse ano, meu desejo de Ano Novo era me instigar mais e não ter medo de fazer escolhas ousadas na minha atuação e escolha de projetos,” disse Turner. Recentemente, foi anunciado que a personagem de Turner como a jovem Jean Grey em X-Men: Apocalipse iria ser intendido em um filme solo, X-Men: Fênix Negra. No entanto, como Guerra dos Tronos, Turner está mantendo segredo sobre o assunto por enquanto. Claramente essa garota gosta de projetos cercados de segredos. “Eu não sei por que, porque eu sou uma fofoqueira tão grande,” ela ri. “Eu apenas complico as coisas para mim mesma.”

Independente da falta de detalhes, fica claro que Turner está cumprindo seu desejo de Ano Novo. “Eu acho que no início, Sansa era meio que uma doninha em perigo,” Turner diz. “Eu nunca vi sua história indo para a direção que foi, mas agora eu cresci um gosto por interpretar alguém que era oprimido, e agora está se tornando sua própria pessoa, uma personagem feminina forte e poderosa, eu realmente passei a gostar disso. É o que eu procuro por agora.”

Mas, ela rapidamente explica que ela não quer dizer apenas rainhas adolescentes e super heroínas mutantes.

“Mas, sabe o que, não há vergonha em interpretar alguém que precise de ajuda,” ela continua. “Eu amaria interpretar alguém assim no futuro. Há muitas pessoas lhe lançando ideias, dizendo, ‘é uma personagem feminina forte, ela tem 19 anos de idade e não vive com seus pais e está fazendo o que quer.’ Algumas vezes eu penso, ‘Bom, o que tem de errado em ter 19 anos e viver com seus pais e saber, ter uma p*rra de uma crise mental porque está depressiva ou isso ou aquilo.’ Toda mulher é forte, não importa se elas são rainhas do Norte ou se são sem-teto e não estão muito bem consigo mesmas.”

Além de atuar,  Turner também está no ramo crescente da moda; apenas na semana passada, foi revelado que ela era o rosto da campanha da primavera 2017 de Louis Vuitton.

“Nós temos um ótimo relacionamento,” Turner diz do estilista, Nicolas Ghesquière. “Ele é adorável. Vuitton tem sido realmente incrível para mim e sempre se voluntariou para me vestir. Nicolas me disse que ele ama Guerra dos Tronos e ama ruivas, então acho que eu era uma boa combinação para ele.”
No entanto, Turner, que trabalha com a estilista Elizabeth Saltzman – que também veste Gwyneth Paltrow e Saorsie Ronan – para aparições no tapete vermelho, clama que seu estilo fora do trabalho não é tão mega glamouroso. “Bom, eu estou trabalhando no meu street style,” ela diz. “É difícil porque uma parte de mim quer parecer super legal quando sai, mas meu estilo natural são jeans e uma camiseta básica que, preferivelmente, combine com os jeans, e botas ou tênis de treino. Eu realmente penso que tenho um estilo de rua bem tedioso.”

É o senso de não ser a Sansa vindo a tona mais uma vez. Sim, ela pode estar namorando um irmão Jonas, e sim, ela sabe que a sua amizade na vida real com sua colega de trabalho, Maisie Williams, provoca uma certa amizade obsessiva que a maioria das outras 20 e tantas amizades não faria. (“Maisie e eu temos a forma mais pura de verdadeira, verdadeira amizade,” Turner diz do relacionamento. “Ela tem sido minha rocha. Nós somos meio que as únicas duas pessoas que sabem como é ir desse cenário, por ter quase o mesmo passado, e acabar onde estamos e encontrar a nós mesmas conforme traçamos esse caminho. Eu acho que é por isso que as pessoas respondem tão bem a nossa amizade, acho. Eles veem o amor verdadeiro e puro entre nós.”)

Mas, quando chegamos na verdade, Turner é (relativamente) uma garota de 20 e poucos normal. “Minha coisa favorita para fazer nas manhãs é malhar e fazer a endorfina funcionar,” ela fala sobre seu dia ideal. “Eu saio, como algo com meus amigos, assisto algum filme no cinema ou vou a um museu de arte, e então saio e bebo muito vinho tinto.”

Falando sobre, o tópico do seu recente 21º aniversário aparece, uma festa no quintal com 150 de seus amigos e, como ela destaca, “bebida ilimitada.” Sobre a manhã seguinte, “Bom, havia muito vômito em todo lugar.”

Não é exatamente um final ideal, mas ei, com certeza é melhor que o Casamento Vermelho.