06.07
Sophie Turner na capa da Marie Claire UK

Publicado por Biah Frazão

Sophie Turner está estampando a capa da próxima edição da revista Marie Claire, edição britânica de Agosto de 2017. A atriz concedeu uma entrevista falando sobre Game of Thrones, hipocrisia e falsidade em Hollywood, e muito mais. A atriz vestiu Louis Vuitton, marca de grife com quem tem contrato, em todas as fotos.

Confiram abaixo as scans da revista com o maravilhoso ensaio:

T001.png T003.png T004.png T007.png

01~26.jpg 02~19.jpg 03~23.jpg 03~23.jpg

Leia a matéria traduzida, e veja o vídeo dos bastidores: 

O prêmio de Turner
Ela está evoluindo para se tornar uma das histórias de sucesso mais emocionantes de Guerra dos Tronos e é, oficialmente, uma metade de um casal poderoso de LA. Mas, como Sophie Turner falou para Lucy Pavia, seu detector de mentiras permanece intacto.

Há uma boa razão para que Sophie Turner consiga se lembrar de cada detalhe da sua audição para Guerra dos Tronos: por muito pouco não aconteceu. No verão de 2009, os diretores de elenco para uma nova série de TV começaram a sua busca por duas jovens atrizes em escolas do país. Tendo recebido um frenesi de críticas por seu papel do espantalho em uma produção amadora do Mágico de Oz, a Turner de 13 anos de idade foi incentivada a ir – só que, no dia, ela esqueceu, e foi para a cantina. A sua professora de teatro a encontrou na fila para o almoço e a puxou para longe. ‘Ela estava falando: “Er… Sophie, você tem aquela audição?”‘

Conforme ela fala, eu não consigo não imaginar uma realidade alternativa onde Sophie Turner tivesse ficado na fila para a sua sobremesa. Agora, com 21 anos, ela provavelmente estaria no terceiro ano da universidade se estressando sobre empréstimo estudantil, e não participando da sétima temporada do que, é agora, a maior série de TV de todos os tempos. Ela não seria famosa, como Sansa Stark, em 170 países. Ela não estaria (provavelmente) namorando um irmão Jonas.

Depois de tirar as fotos para a capa, os céus se abriram e nossa sala em Londres retumbou como um tambor vazio. Turner tinha acabado de trocar sua túnica pêssego da Louis Vuitton (não antes de insistir que eu ‘sentisse’ a saia de lã espumosa) e sentou perto de mim com uma camiseta listrada da Topshop, um par de shorts esportivos de veludo azul e tênis de treino de couro preto da Adidas. Atrizes normalmente parecem mais frágeis pessoalmente do que vistas na tela, mas com Turner é, na verdade, o oposto: a Sansa de porcelana não se compara com a vigorosa Sophie da vida real.

Nós nos encontramos pela primeira vez algumas horas antes; eu tinha acabado de chegar de um voo de 11 horas e precisava de café e ela colocou a mão no meu ombro com empatia. ‘Jesus, você deve estar quebrada. Coma um pouco disto,’ ela disse, pegando um prato de algo lilás da mesa de almoço. ‘O que é isso?’ eu perguntei. ‘Não faço a menor ideia, mas é delicioso pra caramba.’

Adolescentes expostos à fama podem fazer pessoas da idade de Turner parecerem estranhamente plastificados, ou propensos a referirem a si próprios como ‘um artista’. Mas Turner, que não exibe nenhum desses traços, saiu da fase ‘Eu sou um artista’ muito cedo – quando ela estava filmando a primeira temporada de Guerra dos Tronos. ‘Teve um período da minha vida, quando eu tinha 14/15 anos, e eu falava: “Eu quero ser vista como uma atriz de verdade – eu não posso estragar as coisas. Essa é minha carreira,”‘ ela disse, pronunciando carreira com um sotaque carregado e fingindo que desmaiava nas almofadas do sofá. ‘Agora eu falo para mim: “Apenas aproveite,”‘ ela suspira. ‘A parte mais difícil é encontrar outro trabalho.’

Desemprego está na mente de Turner agora. Em certo momento, pareceu que a jornada da HBO, que é uma tapeçaria rica de personagens e histórias aparentemente infinitas, poderia continuar para sempre, mas os chefes da série confirmaram, em Junho passado, que a oitava temporada seria o final da série. Onde isso deixa alguém que passou um terço de sua vida como Sansa Stark? ‘Tem sido uma grande parte da minha vida. Quando tiver terminado, irá parecer como uma morte na família,’ ela diz. O elenco e equipe se tornaram uma família. Quando Turner filmou a cena infame de estupro na quinta temporada, o escritor Bryan Cogman se sentiu tão culpado que colocou as mãos na cabeça e chorou. ‘Ele se sentou lá, falando: “Eu sinto muito,”‘ ela disse. ‘Eles me conhecem desde que eu tinha 13 anos e todos estavam: “Isso é tão errado.”‘ Interpretar esse papel trouxe sentimentos obscuros mais próximos a superfície. ‘Eu dei completamente tudo para ela, todas as minhas emoções. Eu nunca costumava chorar quando era mais nova,’ ela disse. ‘Agora eu choro o tempo todo – sou um ser humano emocional.’

Turner diz tudo isso com um pequeno sorriso – ela tem o total oposto de um rosto de antipática, é como se ela estivesse, constantemente, escutando uma boa piada. Ela adiciona que o sentimento de tristeza do elenco sobre o final da série acabou gerando várias ‘saídas para fazer nada’ no set de filmagens da sétima temporada em Dublin. Havia encontros frequentes do elenco em volta da mesa de sinuca de seu bar local favorito próximo das gravações, onde apostadores entravam e gritavam ao ver o elenco se divertindo em grupo. Ela me mostra a tatuagem que compartilha com a sua colega de filmagens e melhor amiga, Maisie Williams, a data ‘07.08.09’ tatuada logo abaixo de seu cotovelo. É a data em que elas descobriram que haviam sido escolhidas como Arya e Sansa (por insistência de sua mãe, a de Turner é de uma tinta discreta cor pêssego, ‘mas eu vou deixar mais escura,’ ela avisa.)

As duas se encontraram pela primeira vez quando foram colocadas em dupla em uma das muitas audições que se seguiu a primeira na escola e fez as duas pegarem fogo. ‘Nós duas fomos para casa e falamos para nossas mães: “Eu espero, de verdade, que aquela garota consiga o papel.”‘ A amizade de ambas eliminou a experiência, que poderia ser solitária, de serem jovens em um elenco quase formado apenas por adultos, mas também inspirou uma lealdade que é maior do que tweets carinhosos ou abraços de urso em tapetes vermelhos. ‘Nós somos tão próximas que eu fui chamada para projetos e disse: “Maisie, você precisa tentar isso.” E então ela disse: “Eu disse não para isso, porque acho que é para você.”‘ Ela olha para mim por um momento. ‘Eu acho que isso é raro.’

Eu entrevistei o colega de elenco de Turner Nikolaj Coster-Waldau (Jaime Lannister na série) algumas semanas atrás e ele disse que estava surpreso que uma delas não estava em uma clínica de reabilitação a essa altura. ‘Eu estou impressionado em como elas lidaram com isso,’ ele diz. ‘Elas parecem tão sãs. Talvez seja uma coisa europeia. Eu lembro de ter lido sobre as crianças de Harry Potter e ter pensado a mesma coisa.’

Como Emma Watson, Turner não vem de uma família de atores. Ela cresceu em uma pequena cidade em Warwickshire. Sua mãe, Sally, era uma professora de jardim de infância, seu pai, Andrew, trabalha em uma companhia de distribuição de paletes. A mais nova na família – Turner tem dois irmãos mais velhos, James e Will – Turner era uma gêmea, mas tragicamente sua irmã não sobreviveu. Para algumas das suas cenas mais obscuras de Guerra dos Tronos, incluindo a perda do pai de Sansa, Ned (Sean Bean), Turner estava sentindo todos os sentimentos confusos de perder uma irmã que nunca chegou a conhecer. E foi a mãe de Turner, Sally, que recebeu a ligação da HBO em 2009, dizendo que fora escalada como Sansa Stark. Ela debateu por dois dias antes de contar para sua filha mais nova que havia ganho o papel. ‘Ela estava em pânico e ligou para o meu pai falando: “Nós vamos deixar ela fazer isso? Eu não sei o que isso significa.” Meu pai respondia, “Você é tão boba, isso é o que ela sempre quis fazer, você tem que deixar ela fazer isso.” Então, obrigada pai!’ ela disse, com um piscar de olhos.

Já que o sol nunca se põe no império de Guerra dos Tronos, ela está raramente longe de uma fã com um telefone. Ela não se importa com aqueles que caçam selfies, mas aqueles que tiram fotos escondidas a enlouquecem. ‘Eu acho muito rude, e eu vou ser rude de volta. É uma invasão de privacidade. Eu poderia estar passeando com a minha mãe para o aniversário dela e eu vou pedir para eles deletarem. Eu preferiria muito mais se eles viessem e pedissem por uma foto. Eu provavelmente iria aceitar de boa….’ ela inclina a cabeça e sorri. ‘A não ser que eu esteja horrível.’

Um novo desenvolvimento na sua vida amorosa pode não estar a ajudando a ficar fora do radar. Ano passado, ela começou a namorar o pop star americano, cantor principal de DNCE e ex-namorado de Gigi Hadid, Joe Jonas, que encontrou fama na adolescência como parte dos Jonas Brothers. Eles se conheceram através de amigos em comum e já fizeram a parte de ‘conhecer os pais’ – ele se juntou aos Turners em um bar ao norte de Londres; ela em uma viagem de esqui da família Jonas.

Eles não tornaram as coisas oficiais a nível de tapete vermelho ainda (suspiro), mas há uma tentadora trilha de migalhas em vários vídeos do snapchat, e uma foto que Turner compartilhou com seus 4,8 milhões de seguidores no Instagram do Jonas fumando um charuto na traseira de um barco em Miami. Ela fecha os olhos e sorri quando eu falo do novo namorado. ‘Eu estou muito feliz’ ela diz com uma restrição não característica. Ele é romântico? ‘Hmmmm, sim…’ O que ela acha do termo Jophie? Ela bufa. Ela ouviu sobre, mas ela prefere o termo Mophie (uma junção criada pelos fãs de Guerra dos Tronos de Maisie e Sophie). ‘Como é o que se diz?’ Ela estrala seus dedos. ‘Relacionamentos vem e vão, mas amizades ficam para sempre.’

O processo de iniciar um relacionamento pode ser estranho o suficiente, deve ser mortificante ter cada caminhada de mãos dadas ecoando em todas redes sociais como um coro. ‘Você se sente como se estivesse vivendo em um aquário… É frustrante que são as coisas mais normais que chegam as notícias – que chato! Não há nenhuma outra manchete?’

De fato, foi Justin Bieber, não Jonas, que roubou seu coração inicialmente. Ela tinha uma parede de fotos dele no seu quarto e colava confete dos seus shows na parede. ‘Sim, era muito assustador,’ ela riu. Quando ela finalmente conheceu ele em uma festa, ela ‘quase não conseguiu não surtar.’ Mais recentemente, ela conheceu Hillary Clinton em um evento de caridade da Women for Women. Ela não fazia ideia que uma apresentação estava planejada e já tinha começado a beber vinho quando foi puxada para uma área privada para conhecer a quase presidente. ‘Eles me falavam: “Você vai lá para baixo conhecer Hillary Clinton agora.” E eu fiquei: “Meu Deus, sim!”‘

Se a segurança de Guerra de Tronos é retirada nessa temporada com a morte de Sansa ou se ela vive para ver o final da série, o próximo capítulo aparece grande, e Turner está determinada a fazer suas próprias escolhas. ‘Eu me sinto completamente em controle da minha carreira, o que é bom,’ ela diz. ‘Há um certo senso quando você tem 15 anos e você é como um peão e diz: “Sim, eu vou fazer o que eu quiser.” Mas agora eu estou: “Sabe, eu realmente não gosto disso.” Ela tem uma visão incrivelmente sagaz de LA para alguém que mal saiu da adolescência, brincando sobre sessões de elenco onde ‘as pessoas dizem “eu te amo”, e não podem nomear nada do que você já fez, e eles esquecem o nome do seu personagem – é tão engraçado, igual LA nos filmes.’

Ganhar o papel de Jean Grey ano passado na franquia de X-Men foi o seu primeiro grande trabalho em Hollywood, depois do que pareceu dois dias infernais de testes de tela na frente de executivos da Fox que colocaram ela diretamente contra outras atrizes que competiam pelo papel. Vendo sua colega de trabalho Jennifer Lawrence no set de filmagens a ensinou a ser mais assertiva. ‘Ela fazia uma cena e então dizia: “Corta! Essa foi uma atuação péssima!” Ela poder parar a cena; foi inspirador ver alguém com tanto controle.’

Uma longa carreira nos holofotes pode estar nos planos, mas Turner parece muito determinada em não ter suas verdades cortadas. ‘Eu tive treinamento para mídia uma vez, e eu odiei,’ ela admite. ‘Eu acho que as pessoas apreciam honestidade… Ver Kristen Stewart dando entrevistas e falando sobre sua sexualidade – é um pensamento tão avançado. Eu gosto disso. Chega de mentiras.’

Turner irá se reunir com Lawrence para sua segunda vez como Jean Grey no ano que vem. Também há um ‘sci-fi room-com’ Time Freak com Asa Butterfield e um drama indie Hutsville, onde Turner irá voltar para o seu loiro natural (ela pintou de vermelho para Guerra dos Tronos) e irá cobrir seus braços com tatuagens falsas para uma ‘linda e sombria’ história de uma garota com idade escolar que tem um caso com um homem mais velho.

Como qualquer garota de 21 anos, Turner gosta de visitar seus colegas de escola na universidade, mas eu acho que é ela que paga as bebidas? ‘Eu sou, na verdade, uma mão-de-vaca, mas meus amigos são ok com isso. Nós nos dividimos. Eu não sou uma pessoa cara. Eu vou para Topshop, ou pego um vodbull de 1 euro.’ (Isso é vodca com RedBull – eu tive que perguntar também.) Sua compra mais cara? Ela pausa para pensar. ‘Meu apartamento (Turner comprou sua própria casa em Londres ano passado) e as contas da minha equipe. Ha! Brincadeira!’ ela ri, quando a sua publicitária, que está sentada do outro lado da sala, olha para cima e levanta uma sobrancelha.

Eu sugiro que ela gosta de causar um pouco de rebuliço, cutucando a bolha do showbiz sempre que ela pode. ‘Claro,’ ela sorri. ‘Eu tenho muitos amigos que foram criados no Reino Unido como eu, que estão trabalhado em LA como atores. Quando eu me encontro com eles, eu falo merdas e sou sarcástica. Eles ficam: “Graças a Deus!”‘

‘Eles estão presos nesse lugar onde todos são tão baba-ovos. É uma cidade de negócios, é compreensível. Mas algumas vezes você precisa que alguém te diga que você não é a p*rra de uma superestrela.’ Eu tenho a impressão que isso é algo que ela diz para sim mesma regularmente, também. A Sophie Turner da realidade alternativa iria aprovar.

Tradução: Juliana Piazza (Sophie Turner Brasil)

Sophie_Turner_BTS_001.jpg Sophie_Turner_BTS_034.jpg Sophie_Turner_BTS_133.jpg Sophie_Turner_BTS_137.jpg



Sophie Belinda Jonas (nascida Turner, Northampton, 21 de fevereiro de 1996) é uma atriz britânica, mais conhecida por seus papéis como Sansa Stark na série de televisão Game of Thrones da HBO e como a jovem Jean Grey na franquia X-Men.

Nome: Sophie Turner Brasil
Webmiss: Beatriz Frazão
Desde: 26.09.15
Design: Nana Design
Codificação: Uni Design
Visitas:
Online:
Hospedagem: Flaunt

%d bloggers like this: